Pesquisar neste blog

terça-feira

Thoreau e a literatura védica

Thoreau era um grande leitor dos escritos sobre misticismo oriental, e é provável que ele tenha lido tanta literatura védica quanto o própria Gandhi. Aos 24 anos, em 1841 Thoreau leu o "Dharma Sastra", e em 1845 leu Bhagavad Gita, em sua cabana perto do lago Walden. Thoreau escreveu em seu diário: "Nunca, em outro lugar, o leitor é mais elevado, e mantido em maior, mais pura ou mais rara região de pensamento que em Bhagavad Gita."
Em 1855 ele recebeu de um amigo inglês chamado Thomas Cholmondeley 44 volumes de obras orientais. Assim Thoreau possuía uma das maiores seleções desses livros nos Estados Unidos, na época.
Ocorreu um erro neste gadget